Português (Brasil)

Puxado pelo Complexo do Pecém, de setembro/21 até setembro/22, São Gonçalo do Amarante gerou 435 empregos formais

Puxado pelo Complexo do Pecém, de setembro/21 até setembro/22, São Gonçalo do Amarante gerou 435 empregos formais

Números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) demonstram crescimento tímido de novos postos de trabalho no município.

Compartilhe este conteúdo:

O número de contratações com carteira assinada superou o de demissões no município de São Gonçalo do Amarante  com um saldo de 435 novos empregos gerados em nos últimos 12 meses, considerando o intervalo de setembro de 2021 e setembro de 2022.

A expansão foi decorrente da relação entre o número de contratações com carteira assinada (5.513), que superou o de demissões (5.078). Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados nesta quarta-feira (26), pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

O saldo aponta um média mensal de apenas 36 novos postos de trabalho. Vale lembrar que os dados contabilizaram os novos postos de trabalho gerados pelo Complexo do Pecém que pelo oitavo mês consecutivo contratou bem mais do que demitiu. O setor que mais emprega no município é indústria , seguido por serviços. 

Compartilhe este conteúdo: