Português (Brasil)

Especial Anuário 2024-2025: CEO da ArcelorMittal Pecém fala sobre planos de transformar placas de aço em bobinas

Especial Anuário 2024-2025: CEO da ArcelorMittal Pecém fala sobre planos de transformar placas de aço em bobinas

A programação do Especial Anuário do Ceará 2024-2025 ocorre de segunda a sábado, às 15 horas, no Canal FDR. Saiba como assistir a reprise, às 8 horas desta sexta-feira, 13

Compartilhe este conteúdo:

No quarto episódio dos Especial Anuário do Ceará 2024-2025, apresentado pelo editor-geral do Anuário, Jocélio Leal, o CEO da ArcelorMittal Pecém, Erick Torres, fala sobre o desenvolvimento de um estudo para transformar placas de aço em bobinas no Ceará. O programa foi transmitido às 15 horas desta quinta-feira, 13, e a reprise será às 8 horas desta sexta-feira, no FDR.

Segundo o CEO da ArcelorMittal Pecém, a parceria jurídica entre a companhia e o Governo do Estado ajuda no desenvolviemnto da siderúrgica no País. "O povo cearense tem capacidade de receber única. A ArcelorMittal Pecém é muito bem vista na ArcelorMittal Brasil", destaca.

O objetivo da empresa é alcançar a marca de 30% de neutralidade de carbono até 2030. "Apenas neste último ano, com o desenvolvemento da performance dos equipamentos, houve redução de 4%", revela o CEO. 

No mundo, a siderúrgica é responsável por 7% da emissão de CO2. O Brasil é responsável por 4%. Por isso, a ArcelorMittal leva o compromisso de, até 2050, ter a neutralidade de emissão de CO2.

Ainda no viés sustentável, Erick menciona a parceria com a Casa dos Ventos para produzir energia limpadentro da matriz da companhia. "O Brasil se destaca por ter matriz de energia renovável. As pessoas se esquecem do quão isto é importante."

Quanto à oportunidade do Hidrogênio Verde, ele diz que a descarbonização é um marco natural que já está acontecendo nas empresas que trabalham sustentabilidade. Desta forma, cita projetos com resultados mais rápidos de captura, como a elevação de consumo de sucata, a melhora de performance de eficiência dos equipamentos e a utilização de energias renováveis.

"Estamos caminhando para um novo momento da siderúrgica no mundo. Óbvio que o hidrogênio é uma saída. E o Ceará tem energia eólica e energia solar grandiosaA ArcelorMittal escolheu estar aqui também por isso", ressalta.

Atualmente, na sede em São Gonçalo do Amarante atuam 2.500 funcionários diretamente. É a única unidade no Nordeste. Erick afirma que 70% do time local é cearense, 35% para cada município. A tendência é que as lideranças regionais também aumentem. 

Sonho do Ceará em ter uma montadora de veículos

De acordo com Erick, a empresa está no auge da capacidade produtiva de aço desde 2023, com três milhões de placas sendo produzidas e exportadas. A ArcelorMittal chegou ao Estado há um ano e três meses, mais especificamente no Complexo Industrial e Siderúrgico do Pecém (Cipp). 

"Vejo com felicidade a capacidade que o Ceará teve de receber a ArcelorMittal. É mais de 20% da nossa produção no Brasil." Conforme Torres, a localização da planta abrange o Norte e Nordeste, ambas regiões que não eram alcançadas anteriormente, e isto também permite a capacidade de exportação para outros continentes, como América do Norte, Europa e Ásia.

"Temos uma planta que talvez seja uma das mais novas, com tecnologias muito bem adequadas para o mercado competitivo, estamos voltados para estudo de aço, mobilística, óleo e gás e que trazem maior valor agregado ao produto."

"Acredito muito na potencialidade do Ceará. Nós estamos estudando alguns projetos, que perpassam sim uma verticalização que é justamente ter equipamentos que possam transformar placas de aço em bobinas. Hoje, a capacidade de produzir aços especiais nos leva para um hall de oportunidades maior, conectar esta planta com a energia renovável, com a produção de hidrogênio, acredito que o projeto mais próximo é produzir bobina aqui", adiciona.

Atuação local

Na entrevista, o CEO da ArcelorMittal Pecém afirma que quer que a empresa cresça junto à comunidade local. É o que acontece, segundo Erick, nos sete estados brasileiros onde as sedes da ArcelorMittal estão instaladas.

"Não acreditamos no crescimento específico da planta. Não queremos apenas extrair as riquezas daquela região, mas, sim, prosperar aquela região. Afinal, minha família mora aqui, e qual Ceará quero deixar para meus filhos? Isso está sendo visto no mundo inteiro. E que bom. As empresas não podem enxergar de forma diferente."

Serviço

Especial Anuário do Ceará 2024-2025

Episódio 4 - Erick Torres

Quando: Sexta-feira, 14/6, às 8 horas

Canal FDR na TV: 48.1 (sinal digital aberto); 23 (sinal fechado - Multiplay); NET 24 (SD) e 523 (HD); 138 (Brisanet)

 

 

Fonte: Opovo.

Imagem da Galeria foto: Gabriel Gago/O POVO
Compartilhe este conteúdo: