Português Italian English Spanish

Família acusa hospital de Paracuru negligência após bebê nasce morto; hospital nega

Família acusa hospital de Paracuru negligência após bebê nasce morto; hospital nega


No último sábado, dia 30 de janeiro, a jovem mãe Francisca Maria de Mesquita Martins, de 25 anos, procurou atendimento na Santa Casa de Paracuru.

Maria estava com pouco mais de 40 semanas de gestação, sentia fortes dores e tinha sangramento.
No entanto, apenas no domingo de noite ela conseguiu ficar em observação no hospital, depois de muito esperar por internação ou por ou transferência para a capital. Fonte : @tvcnp_ 

Na manhã da segunda feira, segundo familiares, a médica plantonista orientou que a gestante fosse para casa. Maria, ainda com muitas dores se negou a sair da Santa Casa e permaneceu em observação até terça feira.
No dia seguinte, ainda sentido muitas dores, Maria mais uma vez pediu ajuda e a médica sugeriu a indução do parto.

Na tarde de ontem dia 2 de fevereiro, por volta das 17h20min, nasceu uma criança do sexo masculino, cujo a mãe deu o nome de Emanuel Pedro. A família diz que o bebê veio ao mundo já sem batimentos cardíacos e sem respirar.

Para os familiares, a morte de Emanuel Pedro foi causada por negligência médica. Segundo eles, o hospital deveria transferido Maria Francisca para Fortaleza, onde poderia ter recebido acompanhento médico especializado. Outras famílias relataram situações semelhantes, segundo elas, não é a primeira vez que isso acontece na maternidade.

O diretor da Santa Casa de Paracuru veio em nota e em vídeo, esclarecer o caso a ocorrido no hospital, os mesmos estiveram em reunião com a comissão de Óbito e verificação, onde relataram que o parto foi assistido em sua plenitude por todos os profissionais. A direção aguarda o (SVO) verificação de óbito, para concluir o que foi realmente a causa da morte de Emanuel Pedro. #pecem #ceara #paracuru #sga #taiba #polemica #papelpanoticias